[Filme] Nerve - Ariel Schulman, Henry Joost

03 maio 2017

Domingo estava navegando pela Netflix procurando algo interessante pra resenhar aqui no blog, e simplesmente achei o filme Nerve: Um jogo sem fim, um lançamento do mês passado.
Are you watcher or player? | Você é um jogador ou observador?
Nerve é a nova sensação dos jovens no momento, é um jogo em que não há regras. Os seus observadores propõem desafios dos mais variados possíveis para serem compridos, em um curto intervalo de tempo. Cada desafio disponibiliza uma quantidade de dinheiro ao jogador que cumpri-lo, podendo variar o seu valor conforme o nível de dificuldade deles. Vale ressaltar também que só é considerado um desafio se ele for filmado através do seu celular (não importando se seja feito pelo próprio desafiado ou por algum observador dele).
Venus, apelidada carinhosamente por seus amigos de Vee, é uma menina tímida e bastante reservada. É fotógrafa do time de futebol americano de sua escola nas horas vagas e também apaixonada por um dos meninos do time, JP. Como estão no último ano do Ensino Médio, ela é encorajada por seus amigos a ir falar ao menos um "oi" com ele, mas ela recusa. Mesmo contra sua vontade Sydney,  sua melhor amiga resolve falar com JP e demonstrar o interesse que Vee sente por ele. Com raiva, de sua amiga, Vee vai para casa e resolve jogar Nerve, demonstrando assim que ela não é fraca e que é capaz de fazer coisas ao invés de ficar só na sombra de alguém.
A todo instante o filme me lembrou muito a questão do "jogo Baleia Azul", por conta da questão de desafios que eles devem cumprir, dos mais bobos aos mais perigosos. Por outro lado também lembrava um pouco o programa Big Brother, porque os participantes eram observados o tempo todo, tanto através do celular como nas ruas também eram filmados pelos "paparazzis" do jogo. Apesar de abordar temas muito ricos, como a perda da privacidade ou até mesmo o quanto pessoas podem ser cruéis umas com as outras, são pouco explorados pelos roteiristas, os quais deixam tudo muito superficial. Além de que a mãe da protagonista é um personagem que ficou um tanto perdido e não acrescentava muito pra trama, podia ser tranquilamente descartado.
Mesmo com as falhas que o filme possui, eu simplesmente gostei bastante e super indico à vocês assistirem. Nerve me envolveu do início ao fim, fiquei completamente empolgada e animada. Tanto que assim que terminou o filme, já disse aos meus amigos pra procurarem por ele, assim como estou fazendo com vocês haha.

4 comentários

  1. Menina, então, não sei se tu sabe, mas o jogo da Baleia Azul foi um hoax criado exatamente se baseando nesse filme. Aí a mídia que não apurou pra saber se era real, começou a fazer um estardalhaço tão grande, que a Baleia Azul realmente passou a existir. E aí estamos nessa crise de agora.
    Eu to louca para ver esse filme, exatamente pelo buzz que ele causou.

    Beijos
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, legal demais saber isso. Não fazia ideia que tinha essa ligação de fato. O filme é muito interessante, vale a pena assistir.

      Excluir
  2. Assisti a este filme por indicação também... Em alguns momentos ele deixava de ser tão envolvente, não sei, até fora da realidade, mesmo assim, é uma boa pegada pra quem não tem o que assistir e quer algo que não demande super concentração.

    Hey, você escreve super bem, parabéns ;)

    Blog Insaturada
    Facebook
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada rs. Verdade, é um filme bem tranquilo e ótimo pra quem quer apenas se distrair.

      Excluir

© Copyright DE LOUCOS TODOS SOMOS UM POUCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Designer e programação por: DRÊ DESIGN.
imagem-logo